Qualidade de vida no exercício da docência de ensino superior: adaptação do modelo de walton para análise de resultados

¹Camila Soares, ¹Alan Almario, ¹Maria Fernanda Costa Waeny, ¹Beethoven Hortêncio Rodrigues Costa

Resumo


Com a valorização da atenção à qualidade de vida das pessoas e a necessidade de sua promoção, surgem a cada dia novos instrumentos com o objetivo de avaliá-la. Em uma era competitiva e globalizada, as organizações têm nas pessoas o seu maior diferencial. Surge então a necessidade de oferecer qualidade de vida no trabalho, com o interesse em obter melhor desempenho organizacional. Este trabalho tem como objetivo conhecer os fatores decisivos para o bem-estar na atuação de docentes universitários da Universidade Ibirapuera. O modelo teórico escolhido para o estudo foi o de avaliação de Qualidade de Vida no Trabalho, de Richard Walton, proposto em 1973, composto de oito critérios, cada um com seus respectivos indicadores. O instrumento de coleta de dados foi um questionário estruturado, por meio da Comissão Própria de Avaliação, a CPA, aplicado aos professores. Observou-se que existe nível positivo de satisfação e que outras possibilidades de estudo podem ser realizadas por meio da teoria e, consequentemente, aprimorar os índices exigidos de qualidade das Instituições de Ensino Superior

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.